People, Love & Distance

Australia is on my mind and heart these days…

I never fancied being rich. Really. But there are days, like today, that I wish I was just so I could jump on a plane and hug the people I love.

There are so many people that pass through our lives. Some people stay, some other go. There are people that really shape who you are, change the course of your story and leave a deep mark on you.

I’ve met some amazing people during these 30 years of my life. I can close my eyes and go back to that beach in the south of Brazil and feel the cold wind, remember the breathtaking view and the conversations we had. I close my eyes again and there I am. A tiny village in the northeast of Brazil. A place where I grew so much and where we started our love story. I go back to my teenager years and the lifetime friendships I built. Then I close my eyes again and I’m in super cold Minnesota. I learned so much during the year I spent there. I’m now back in Bonn, eyes still closed, and I can hear her contagious laugh. And then… I’m in Australia, more precisely in Ocean Grove, south of Melbourne, and the 4 of us are laughing so hard. We feel young. We fell free. We feel the future holds amazing promises in front of us. Back then we were 4 and now we are 6!

Life is full of beautiful meetings. It’s also full of disconnections. Being an expat only makes the roller coaster of feelings bigger. Fear, hope, love, longing, anger, faith, nostalgia… Friendships that are doomed to be shortly intense and then distant.

Today Australia is in my heart. I started looking through old files and found these pictures. I cannot describe what my heart felt – it’s happiness and pain altogether. Happiness for have had the privilege to get to know these two unforgettable souls. And pain for being so far. Looking at these photos and the way you look at each other, the beauty of your relationship, makes me want to cross the oceans to see you face to face again.

I miss you. I miss all of you beautiful people that pass through my life.

Love,

B.

Australia está na minha mente e no meu coração esses dias…

Eu nunca sonhei em ser rica. De verdade! Mas tem dias, como hoje, que eu queria ser só para pular em um avião e abraçar as pessoas que eu amo.

Tantas pessoas passam pelas nossas vidas… Algumas pessoas ficam, outras se vão. Tem pessoas que moldam quem você é, mudam o rumo da sua vida e deixam uma marca profunda no seu coração.

Eu conheci pessoas incríveis nesses meus 30 anos de vida. Se eu fechar meus olhos eu volto para aquela praia no sul do Brasil e sinto o vento gelado, me lembro da vista maravilhosa e as conversas que tivemos. Eu fecho meus olhos novamente e lá estou eu, naquela cidadezinha no interior da Bahia. Um lugar onde eu cresci tanto e onde nossa história de amor começou. Eu volto aos meus anos de adolescência e as amizades para a vida toda que eu construí. Então eu fecho meus olhos novamente e eu estou na gelada Minnesota. Eu aprendi tanto durante o ano que passei por lá! Agora estou de volta em Bonn, os olhos ainda fechados, e eu consigo ouvir a risada contagiante dela. E então…. então estou na Australia, mais precisamente em Ocean Grove, sul de Melbourne, e nós quatro estamos chorando de rir. Nós nos sentimos jovens. Nós nos sentimos livres. Nós temos a sensação que o futuro guarda coisas maravilhosas para nós. Naquela época nós éramos 4, hoje somos 6.

A vida é cheia de belos encontros. Ela também é cheia de desencontros. Ser uma expatriada só faz a roda-gigante de sentimentos maior. Medo, esperança, amor, raiva, fé, nostalgia, saudades…. Amizades que estão destinadas a serem rapidamente intensas e depois tão distantes.

Hoje a Australia está no meu coração. Eu comecei a olhar arquivos antigos e achei essas fotos. Não dá para descrever o que meu coração sentiu ao vê-las, uma mistura de alegria e dor. Alegria por ter tido o privilégio de conhecer essas duas pessoas maravilhosas e dor por estar tão longe. Olhando para essas fotos e o jeito que vocês olham um para o outro, a beleza do relacionamento de vocês, tudo isso me faz querer cruzar os oceanos só para ver seus rostos ao vivo novamente.

Eu sinto falta de vocês. Eu sinto falta das pessoas maravilhosas que passaram pela minha vida.

Saudades.

 

 

Bruna Guerra_Chris&Dom_Australia01Bruna Guerra_Chris&Dom_Australia02Bruna Guerra_Chris&Dom_Australia03Bruna Guerra_Chris&Dom_Australia04Bruna Guerra_Chris&Dom_Australia05Bruna Guerra_Chris&Dom_Australia06

  • Nadia Pontes - Quanta sensibilidade e beleza no seu texto! São esses sentimentos de amor e saudade, entrega e amizade que moldam seres humanos tão incríveis como você. Beijo e saudade, amada!ReplyCancel

Your email is never published or shared. Required fields are marked *

*

*